.mais sobre mim

.links

.tags

. amor

. Autor:António

. maria

. para as sete maravilhas dos blogs

. pintado por maria

. pintura

. poesia do antónio

. quadro da maria

. todas as tags


Quinta-feira, 21 de Fevereiro de 2008

Primeiro Amor

 

Não sei o que dizer ao mundo inteiro,
Agora que me encontro aqui deitada,
Que fui, pelo amor, abandonada,
Aquele amor que arde. Foi meu primeiro.
Belo e casto, surge como a pomba,
Branca, anunciando voz da esperança,
De súbito, cai morta, no chão tomba,
Não sendo mais que no vento ar, lembrança.

Meus lábios estão sedentos dos dele,
Meu corpo escalda, anseia a vibração
Do abraço, do calor, do beijo, aquele,
Que surge como seta ou aguilhão.
E vagamente vou olhando e... nada,
Antes ouvia o canto dos seus passos,
Aparição de anjo, duende, ou fada,
Fundindo, com os meus, seus fortes braços.

Vivendo agora de olhares mortos, vagos
Meus olhos são dois lagos secos sem
Cisnes, deslizando como afagos,
Das amorosas mãos que o Diabo tem.
A vida presta? Prestará um dia,
Talvez no amanhã, erguer-me-ei
Mas hoje, arrasto-me pra luz sombria,
Dos sonhos que no passado sonhei.

Falam-me das árvores, das sebes,
Das flores, mares, montes e montanhas,
Mas como, amor, não sentes nem percebes,
Que tudo isto o teu amor tem. Que venhas
Ser musgo verde vivo onde me quero
Ver deitada e só, ter-te a meu lado,
Fingindo ser Diana, na força e esmero,
Nas minhas manhas ter-te aprisionado.

Ah sombra do que fui, e agora sou,
Sol adorado, mirro como a flor
Teu rosto vejo em trevas que levou,
A minha alma atrelada em tanta dor.
Responde, tu que vagamente me olhas
Por nuvens, pela célica morada
Porque entre variadíssimas escolhas
Fui, entre tantas, a mais acertada?

Descobre-me, ó infortúnio, ó agonia,
Pesam-me as pálpebras roxas, cansadas
Dos sonos mal dormidos nestes dias,
Escuros como noites mal fadadas.
Crava-me no peito afiadas garras,
Na tua lista, escreve o nome em sangue,
À barca do Inferno, solta as amarras,
Vem buscar a minha alma fraca, exangue.

António

 

 

 

 

 

Quero agradecer este prémio à minha amiga Virginiana e ao mesmo tempo pedir desculpa pela demora. Obrigada querida amiga. Espero que todos os meus amigos que me visitam regularmente o levem tb.

 Beijinhos e um sorriso.

Maria

 

 

 

sinto-me:

publicado por Maria "Airam" às 20:57

link do post | comentar | ver comentários (26) | favorito

.Fevereiro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
22
23

24
25
26
27
28
29


.pesquisar

 

.posts recentes

. Primeiro Amor

.arquivos

. Fevereiro 2008

. Junho 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Junho 2006

.favorito

. Um amor… Um coração… Uma ...

. A ti que me lês...

. por toda a cidade...

blogs SAPO

.subscrever feeds